Médico revela cãibra em Bolt, mas diz que dor veio por "decepção"

EFE

Anadolu Agency/Getty
Usain Bolt sentiu lesão na despedida
Usain Bolt sentiu lesão na despedida

O jamaicano Usain Bolt sentiu uma cãibra no músculo posterior da coxa esquerda ao fechar a disputa do revezamento dos 4x100 metros livre no Mundial de Atletismo, disputado em Londres, sua despedida das pistas.

"Foi uma cãibra no isquiotibial esquerdo, mas grande parte da dor que ele sentiu é pela decepção de ter perdido a corrida. As três últimas semanas foram duras para ele. Desejo a ele o melhor", disse o médico da seleção jamaicana, Kevin Jones.

Omar McLeod, que conquistou a medalha de outro nos 110 metros com barreiras e que hoje correu a primeira parte do revezamento, admitiu que todos da equipe estavam um pouco perturbados pela lesão de Bolt.

"Essas coisas acontecem. O nome de Usain Bolt permanecerá para sempre", afirmou o companheiro de equipe da lenda do atletismo.

Estrela americana do atletismo, Gatlin revela que Bolt o inspirou e conta como mudou mentalidade para conseguir vencê-lo

Faltando cerca de 50 metros para o fim da prova, Bolt sentiu uma fisgada na coxa esquerda e caiu no chão, com as mãos no rosto. O dono de 11 medalhas de ouro em Campeonatos Mundiais e Jogos Olímpicos ficou deitado dois minutos, escondendo o rosto, antes de se levantar e ir caminhando para os vestiários.

A medalha de ouro ficou com a Grã-Bretanha, que venceu os Estados Unidos nos metros finais da prova. O Japão completou o pódio.